Criptomoedas tudo sobre essa moda

Nos dias de hoje as pessoas que acompanham o mercado financeiro das criptomoedas, mesmo que de longe, certamente já foram surpreendidas pelos altos e baixos das moedas digitais no noticiário.

Em resumo, a moeda mais famosa é o Bitcoin, no entanto muitas outras também já têm relevância suficiente para serem negociadas.

Além disso, algumas delas também têm a simpatia dos investidores.

Portanto, vem a questão, afinal de contas, o que é uma criptomoeda?

E como funcionam esses ativos (criptomoedas)?

Continue acompanhando esse artigo para entender um pouco melhor como funciona esse universo das criptomoedas.

Criptomoedas: o que são?

Em primeiro lugar, uma criptomoeda é um tipo de dinheiro.

Assim como outras moedas com as quais convivemos no dia a dia

Por outro lado, a diferença de ser totalmente digital.

Além disso, as criptomoedas não são emitidas por nenhum governo nacional.

Por exemplo, o real e o dólar são moedas emitidas por governos de seus países.

O Bitcoin, embora seja a moeda digital mais conhecida atualmente, o conceito de criptomoeda é anterior a ele, veja o histórico.

De acordo com o respeitado site Bitcoin.org, mantido pela comunidade ligada ao Bitcoin, diz que as criptomoedas foram descritas pela primeira vez em 1998 por Wei Dai.

O mesmo sugeriu usar a criptografia para controlar a emissão e as transações realizadas com um novo tipo de dinheiro.

Portanto, isso dispensaria a necessidade da existência de uma autoridade central, como acontece com outras moedas convencionais (real, dólar, euro).

Qual é a finalidade das criptomoedas?

Para esclarecer, as criptomoedas podem ser usadas com as mesmas finalidades do dinheiro físico, sabia?

Contudo, as três principais funções são:

  • Servir como meio de troca e facilitar as transações comerciais.
  • Reserva de valor, para a preservação do poder de compra no futuro.
  • Unidade de conta, quando os produtos são precificados e o cálculo econômico é realizado em função dela.

Como resultado, segundo Ulrich, as moedas digitais como o Bitcoin ainda não conseguiram alcançar o termo de unidade de conta.

O motivo é que em função da grande volatilidade a que seus preços estão sujeitos por enquanto, torna esse processo difícil.

Como funcionam as negociações de cripto ativos?

Normalmente, o preço das moedas digitais variam segundo a boa e velha lei da oferta e da procura.

Há períodos em que as criptomoedas ganham mais atenção, é normal que elas sejam mais procuradas pelos investidores.

Com isso, o volume de compras amplia, consequentemente, os preços tendem a subir.

Por outro lado, quando há baixa procura pelas criptomoedas, os valores tendem a baixar e as pessoas começam a vender seus ativos a preços menores, assim o preço tende a cair.